O conforto, cada vez mais próximo

“Foi tudo rápido demais. O sinal ficou verde, acelerei e virei a esquina. Não deu tempo nem de esticar a segunda, quando vi aquele Vectra novo estacionado, como mais um dos vários já vendidos. Mas tinha alguma coisa estranha nele. Quando dei por mim, que aquele carro poderia ser o que parecia, freiei delicadamente, quase perdi meu pára-choque traseiro, e estacionei em frente ao dito-cujo. Olhei no retrovisor e pensei “não é possível”. Pra qualquer outra pessoa que passasse ali, aquilo não significava nada. Mas pra mim, um pobre mortal do interior de SP, apaixonado por carros, aquela era uma coisa que não se repetiria nunca, pelo menos nas próximas semanas. Desci todo eufórico, com meu celular já preparado pra tirar as fotos. Sim, era ele. Não haviam as plaquetas nas portas dianteiras identificando a versão, mas as calotas de aro 15″, os frisos, espelhos e maçanetas pretos, e a falta de faróis de neblina já diziam: era um Vectra Comfort. Os vidros estavam todos bem escuros, sem chance nenhuma de se olhar lá dentro, mas ali eu já sabia: bancos de tecido, ar condicionado simples, sem computador de bordo ou apliques prata. O carro em si não era AQUELA novidade, visto que o próprio AutoDiário já tinha mostrado o modelo há alguns meses, mas ao vivo a coisa muda de figura. Tirei a foto da frente, sabendo que valor aquilo tinha. Na da traseira porém, uma voz lá de cima gritou “Hey, vou cobrar, hein??”. Não, não era Deus. Era o “dono” do carro mesmo, na sacada dum sobrado. Um funcionário da GM, muito, mas muito simpático, que não se mostrou nem um pouco incomodado por eu estar invadindo uma coisa mais restrita de seu trabalho. Pelo contrário, falou do carro como se quisesse que eu espalhasse tudo aquilo ali, mesmo. Me contou que o carro vem sim, apesar de dizerem que uma publicação “o matou”. Só não se sabe quando. A marca está esperando “baixar a poeira” (algo entendível como os rumores sobre o carro forem esquecidos um pouco). Ele falou um pouco de inutilidades, eu queria esticar a conversa um pouco mais, até pedir pra ver o interior. Mas o começo de uma chuva tentava me espantar dali rapidinho. E o fiz. Fui embora vendo aquele modelo se afastar pelo retrovisor.

Será que eu fiz um flagra mesmo? Será que o carro está prestes a ser lançado? Será que a GM está dando Vectras Comfort aos funcionários para estes usarem e testar a reação das pessoas na rua? Bom, se for essa última mesmo, e se depender da minha opinião, ele vai ser logo lançado. Fiz questão de deixar bem claro que o modelo estava maravilhoso (o que de fato estava), mesmo sem adereços estéticos, e seria uma oportunidade muito bem vinda pra GM aumentar as vendas dele, mesmo matando um pouco as do Astra. Afinal, por uns 52 mil reais estimados, o carro começa a se tornar muito interessante…”

Por Adriano Vieira
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: