Informação na etiqueta

Não, o AutoDiário não avalia geladeiras. Mas temos prazer em informar ao consumidor que no próximo ano ele encontrará um adesivo semelhante colado no vidro traseiro dos veículos expostos nos concessionários, nos mesmos moldes do que já acontece na Coréia do Sul.
Segundo o responsável pelo projeto de etiquetas veiculares do Inmetro, Alexandre Novgorodcev, os primeiros modelos 2008 já devem vir com as etiquetas. Em 2007 elas serão facultativas, mas, em dois anos elas serão obrigatórias.
O objetivo da etiqueta é mostrar a eficiência do modelo comparada aos de outros modelos de sua categoria. Ainda estão estudando qual o método para isto, mas, segundo o responsável pelo projeto é mais provável que adote-se a divisão entre pequenos, médios e grandes. Com a subdivisão em categorias como caminhonetes e esportivos.
Atualmente as montadoras já são obrigadas a mostrar ao motorista os dados de consumo dos modelos. Nem todas o fazem seguindo o padrão obrigatório do Inmetro. E muitas outras nem o fazem.
Esta notícia, é, para nós, uma das melhores do ano. É urgente a precisão na aferição dos dados de consumo, além do fácil acesso a estes para o consumidor. Tal medida vai colaborar com a saúde financeira do dono, que poderá medir a importância do consumo em sua compra, e estimar a diferença nos seus gastos entre as diferentes escolhas. Além disto colabora com a redução na queima de combustíveis, ajudando na preservação do meio ambiente, diretamente.
Como é a aferição de consumo pelo método do Inmetro
No Brasil a medição é feita de acordo com o modelo Norte-Americano, em laboratórios com temperatura controlada de 20ºC. Os automóveis rolam sobre um equipamento que simula os trechos urbano e rodoviário, com acelerações, freadas, semáforos e aclives.

No percurso urbano, com 12,1 quilômetros de “extensão”, o carro mantém uma velocidade média de 34 km/h, atingindo a máxima de 91 km/h. O tempo para cumprir o teste é 8min25s. No circuito de estrada, o carro não pára. Anda 16,5 quilômetros em 12min50s, com velocidade média de 78 km/h e máxima de 96 km/h.
Fonte: ClickRBS/Zero Hora
Texto: Guilherme Lopes
Foto: Divulgação (Fiat)
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: