Rejuvenescendo a Víbora

As primeiras fotos da linha 2008 do Viper SRT-10 chegaram à internet. O modelo, que será apresentado oficialmente mês que vem, no Salão de Detroit, com vendas iniciadas em meados de 2007, passou por uma pequena modificação estética, tanto na versão cupê, como na conversível.

Visualmente, a maior modificação situa-se no capô, que recebeu três grandes entradas de ar de cada lado, em substituição às 10 pequenas que há no modelo atual, além das rodas (18 pelogadas na frente, 19 atrás), que ganharam desenho mais agressivo. Faróis, pára-choques, lateral e traseira continuam as mesmas.
Aqui, vc só vai notar alguma mudança se olhar no capô: são três grandes entradas de cada lado
A maior mudança da linha 2008, porém, fica no cofre do motor. O propulsor atual, um V10 de 8.3 litros, foi substituido por um de mesmo número de cilindros, mas com um pequeno aumento de capacidade cúbica, chegando aos 8.4 litros. A potência chega aos 600 cavalos, em comparação aos 510 do modelo atual, enquanto o torque cresceu de 74 para 77,4kgfm, de acordo com o site da montadora. É interessante destacar que, apesar de não parecer, trata-se de um motor de nova-geração, desenvolvido pela McLaren Performance Tecnologies, em conjunto com a divisão esportiva da Dodge, a SRT (Sport and Race Technologies).
O “novo coração da criança”: um V10 de 8.4 litros, com 600 cavalos
A transmissão também foi substituída. No lugar da atual T56, a nova caixa (TR6060) se destaca pelo maior ganho de torque, mantendo a suavidade e os encaixes pefeitos da alavanca. São seis marchas a disposição do motorista. E para parar tudo isso, o modelo vem de fábrica com freios Brembo de 14 pelogadas, com discos perfurados, ABS e EBD.
Falando em segurança, o esportivo traz controle de tração e estabilidade (desligáveis, o que deixa o carro quase incontrolável), airbags de multiplo estágio com detector de presença e peso dos passageiros, pré-tensor dos cintos e controle automático de pressão dos pneus.
O interior, quase sem modificações, não esconde a origem Chrysler, mas entrega tudo o que espera-se num carro desse nível e preço
As cores disponíveis são vermelho, verde, azul, roxo e laranja. Já as listras, opcionais, podem ser vermelhas, azuis, brancas, prata, cinza ou pretas. O preço não deverá ser muito mais alto que o (já inacessível) atual: US$ 85.750, equivalente a uma Classe S550 2007 ou uma BMW M5. A Dodge não disponibiliza o modelo em terras brasileiras, mas ele pode facilmente ser trazido por importadoras independentes, pela bagatela de pouco mais de 600mil reais. Aconselhamos pegar o conversível, porque, pra quem tem esse dinheiro, o céu é o limite.
Texto: Adriano Vieira
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: