Archive for the ‘Mercedes’ Category

Produção de novo Classe C começa nesta sexta em Juiz de Fora

abril 19, 2007

A primeira unidade do Mercedes-Benz C Sports Coupé deixa a linha de montagem de Juiz de Fora na próxima sexta-feira (20). Destinado principalmente aos mercados da Europa, o automóvel é produzido em duas versões de acabamento, com motores movidos à gasolina e diesel. Também há uma configuração com direção à direita, para mercados como Inglaterra e Japão.

PRODUÇÃO

Para produzir o novo automóvel a fábrica de Juiz de Fora passou por adequações nas áreas de pintura, montagem bruta e montagem final. Funcionários passaram por processo de qualificação, com treinamentos feitos na Alemanha.

Na primeira fase de produção do C Sport Coupé a planta opera em regime de SKD (Semi-Knocked-Down), recebendo carrocerias montadas em Sindelfingen, Alemanha. Em Juiz de Fora as carrocerias passarão pelo processo de pintura e montagem final. Prevista para o segundo semestre de 2007, a segunda fase iniciará a montagem de conjuntos e carroceria no país. Alguns fornecedores de peças do C Sport Coupe estão instalados no país.

DEFASADO

            O governador Aécio Neves comemorou a notícia da produção do automóvel no estado. Por enquanto esta será a única fábrica do mundo a produzí-lo. Mas a alegria pode durar pouco. A Mercedes-Benz lançou há poucas semanas no Salão de Genebra a nova geração do C, em sua carroceria sedã. O que decreta a longo prazo o fim do Sport Coupé, com vendas decrescentes. O carro já teve produção de 50 mil unidades anuais, mas a expectativa é que Juiz de Fora não alcance nem um terço do volume. A luz no final do túnel seria a produção nacional do novo C Sport Coupé, com lançamento previsto para 2008.

Por Bruno Freitas

O que achamos?

Não gostamos pelo fato de ser a geração antiga. Ainda que o foco não será o nosso mercado, que estimamos que contará com uma pequena redução de preços, a ansiedade era pela nova geração do modelo.

Gostamos pelo fato das três versões que o modelo deverá ter. E adoramos o fato de ser um dos poucos Mercedes que tem esportividade acima da média.

Ao nosso ver a solução foi interessante para os dois lados. Com a produção no Brasil, a Mercedes não precisa fechar as portas e ter de abandonar os investimentos e beneficios concedidos pelo governo local, e evitando pagar multas altissimas. Evita desempregar uma grande quantidade de pessoas, e de quebra consegue montar o carro aqui aproveitando as vantagens do valor de nossa mão de obra, ainda que demande uma logistica um pouco maior.

de-inicio-as-carrocerias-virao-da-alemanha-juiz-de-fora-fica-encarregada-da-pintura-e-montagem-final.jpg  A versão fabricada aqui é exatamente igual a produzida no exterior

Anúncios

BMW x Mercedes

abril 10, 2007

Chamada

A BMW apresentou oficialmente na última semana a Nova M3. E nós, claro, amamos o carro. Sim, há quem ame e odeie o Chris Bangle, por ousar no desenho das bimmers. Eu pessoalmente acho que BMW têm de ser esportiva. Quem é tiozão pode contar com as Mercedes, que tem se esforçado muito para rejuvenescer a linha, mantendo a classe e ganhando esportividade.

Leitores, o que vocês preferem: a atual linha da BMW ou da Mercedes?

BMW M3

Direto da Alemanha

janeiro 17, 2007
Novidades da marca bávara, que antes já foram flagradas e mostradas aqui no AutoDiário, agora estão confirmadíssimas, com fotos oficiais e informações sobre mudanças também nos equipamentos. Em definitivo, a Série 1 “perde” 2 portas ficando, assim, mais esportiva. Estas ficaram maiores, deixando o vidro traseiro com um corte mais curto e com menor área. Agora, o modelo terá motores com injeção direta. Esteticamente, algumas mudanças ficaram para toda a gama, como os novos pára-choques e retoques nos faróis e nas lanternas. Todos contam com seis air-bags, luzes de freio variáveis (dependendo da pressão feita sobre o pedal do freio) e pneus RunFlat, que podem rodar furados por alguns quilômetros, em velocidade limitada. Na versão de 3 portas há, ainda, um opcional interessante: dois bancos traseiros individuas, indisponíveis para a versão de 5 portas. Os motores à gasolina são quatro: 116i(116cv), 118i(143cv), 120i(170cv) e 130i(265cv). Para o mercado brasileiro, devem se manter as versões 120i e 130i. A 116i, disponível no mercado europeu, pagaria um imposto menor e tornaria o carro mais barato, mas isso não deve passar pelos planos da BMW, que preza pela esportividade que esta versão não oferece, deixando a Audi como a única a atuar neste nicho no Brasil.


As versões Avantgard e AMG contarão com a estrela na grade

Enquanto isso, na montadora da estrela de três pontas, o novo Classe C já está pronto. Mesmo que rode com poucos disfarçes, um catálago foi fotografado. Este é o grande motivo dos belíssimos descontos oferecidos à linha no mercado nacional. O modelo será produzido na fábrica de Bremen, sendo apresentado no Salão de Genebra, em Março, apenas na versão sedan. A versão perua, claramente inspirada no Classe R, deverá chegar no segundo semestre deste ano. Tendo opção de tração integral ou traseira, ainda virão dois outros tipos de carroceria: conversível e cupê (SportsCoupé, que deverá entrar em produção em Juiz de Fora(MG) visando, também, o mercado nacional). A força que movimentará estas máquinas será composta por motores com quatro e seis cilindros totalmente novos. Antes que perguntem, a versão AMG já está nos planos e já começou a ser desenvolvida, com design já definitivo, como nos mostra o catálogo.





Texto: Matheus Q. Pera
Fotos: Divulgação e germancarforum.com

Antigos – Um Mercedes para os pobres

abril 6, 2006

Não. Não estou falando do Classe A, lançado para atender quem queria um Mercedes mas não podia pagar por um Mercedes. Falo do modelo 170. Pude me deparar hoje com essa raridade. Trata-se de uma 170-S provavelmente 1936, ano de lançamento. Feita para atrair compradores – em um época de dificuldades que antecedia a segunda guerra – o 170 trazia portas dianteiras suicídas, longo capô e era oferecido nas versões sedã, cabriolet e posteriormente como picape e furgão. O modelo foi fabricado de 1936 até 1942 quando sua produção foi interrompida e retomada apenas em 1946, sobrevivendo então até 1953 quando foi substituído pelo Ponton.

Fonte de pesquisa: BestCars

A famosa estrela de três pontos e um educado aviso no para-brisas

Interior luxuoso, como todo Mercedes-Benz