Archive for the ‘Citroën’ Category

Citröen C4 Pallas

abril 21, 2007

A Citröen apresentou hoje, na Argentina, o C4 Pallas. Mais um belíssimo sedan que brigará no segmento dos médios. O modelo virá na faixa dos 60 aos 80 mil reais, estimados.Não esperamos que o modelo se torne líder da categoria, mas como tem acontecido com os outros modelos fabricados localmente, este Citröen virá para incomodar. C3 e Picasso hoje representam uma porção de mercado no Brasil que muitos não imaginariam que alcançariam a pouco tempo atrás, tudo graças a boa política de vendas e marketing da marca. Devemos levar em conta que o principal foco não é o baixo preço e altíssimas vendas, como acontece como alguns concorrentes. A marca sempre primou por uma certa exclusividade o que deverá continuar acontecendo com o C4 Sedan.

Até o fim do ano será produzido também o C4 Hatchback 5p, que, ainda que conte com visual inusitado para muitos conta com soluções tecnológica brilhantes e vem para roubar mais um pedaço do mercado. Lembrando que ambos adotarão a tecnologia Flex, tão desejada pelo mercado. Seu motor 2.0 16v também será disponível no seu irmão 307, que atualmente é o segundo modelo mais vendido da categoria, atrás apenas do Chevrolet Astra.

Por Guilherme Lopes

Anúncios

Citröen Picasso – Facelift para os Brasileiros

novembro 20, 2006
A Xsara Picasso está prestes a mudar. Como já está se tornando comum, no AutoDiário você fica sabendo primeiro. Estas fotos escaparam antes de seu lançamento, mas não foram feitas no Brasil.

O projeto está em desenvolvimento juntamente com a Matriz Francesa. Ou já está desenvolvido, como se vê nas fotos. A mudança prevista, e que temos informação, era acerca de uma nova grade e novos faróis, afim de que a minivan ganhasse a identidade com os modelos mais novos da marca.

O para-choque do modelo flagrado, mesmo que diferente dos usados atualmente no modelo nacional, não são novidade na Europa. Chegaram em 2004 por lá.

Do modelo das fotos em relação à mudança adotada no nacional, a única dúvida que nos resta são os faróis. Segundo nossas fontes, eles mudam seguindo o formato adotado no C5. No modelo das fotos, a mudança é na disposição das luzes, apenas.

De qualquer forma, esta reestilização é uma boa solução a ser adotada aqui, e agrada muito, pois mantém a harmonia do desenho da minivan. Estas mudanças no nosso modelo devem ocorrer no próximo ano – em que o modelo já estará no sexto ano de produção no Brasil.


Texto: Guilherme Lopes
Colaboração: Rafael Lima

Nipo-franceses invadem o Louvre

outubro 31, 2006

Na última sexta, o grupo PSA apresentou as primeiras imagens e informações oficiais dos seus novos utilitários-esportivos, um mercado novo para as duas marcas. O Citroën C-Crosser e o Peugeot 4007 são as apostas das duas marcas num segmento que cresce a cada dia, mesmo na tradicional Europa. Os carros foram desenvolvidos em conjunto com a nova geração do Mitsubishi Airtrek (foto acima), precursor dessa categoria e atualmente o crossover mais vendido no mundo. Os modelos medem 4,64 metros de comprimento, 1,81 de altura e têm soluções práticas, como os dois lugares extras no porta-malas, que se escondem no assoalho quando não são usados (como na Zafira), e a tampa traseira que se abre em duas partes. Tudo sempre igual no trio…

Na frente, cada um seguiu as linhas características de sua marca. O resultado é um design bem agressivo

O que não se esperava é que os carros ficassem tão iguais no design também: apenas a frente muda radicalmente nos três modelos, sendo a lateral idêntica, assim como a traseira, salvo por detalhes como a lente das lanternas e os logotipos. No caso da frente, a Mitsubishi optou pela simplicidade nas linhas, como sempre fez, deixando a área bem limpa, mas que não deixa de ser agressiva. Toda essa agressividade, porém, some quando ele é posto perto dos irmãos franceses. O 4007 e o C-Crosser usam de todas as exóticas linhas francesas pra gerar a maior agressividade possível, cada um com seu design distinto, seguindo a escola de sua marca. O resultado são linhas que não agradam a todos, mas que não negam o lado esportivo e off-road dos carros. O grupo não revelou detalhes ou imagens do interior, mas espera-se que sejam tão distintos como as frentes, pelo menos dos franceses em relação ao Airtrek.

Na traseira, fica clara a falta de criatividade dos projetistas

Quanto a motorização, os carros usam o 2.2 HDi (diesel), de 156cv e 39kgfm de torque, um motor consagrado na Europa e que já equipa modelos como C5 e 407 (o Airtrek, porém, usará naquelas terras um motor de origem VW, próximo dos 140cv). O câmbio é manual, de seis marchas, podendo-se optar por um automático com trocas seqüenciais, algo semelhante ao usado no nosso 307. A tração, selecionada automaticamente, pode ser 4×2, 4×4 ou 4×4 com bloqueio de diferencial, e as suspensões usam os consagrados sistemas McPherson na frente e multibraço na traseira.

O primogênito, Airtrek: a traseira comum no trio, e o interior do modelo. Espera-se algo diferente da PSA nessa área

As vendas da dupla começam em meados do ano que vem, na Europa. Se um dia chegarão ao Brasil? É realmente uma incógnita difícil de ser respondida tão agora. A parte mais crítica seria rivalizar com o próprio irmão… Com importação confirmada para o próximo ano, o Airtrek chegará possivelmente com um motor 3.0 V6, e câmbio automático de seis marchas, por um preço não muito mais alto do que o praticado hoje pela atual geração. Se depender do sucesso que o modelo nipônico faz por aqui e do seu público fiel à marca, sem contar a total falta de tradição das marcas francesas nesse ramo, são poucas as chances de sucesso do 4007 e do C-Crosser por aqui. A Citroën, porém, com sua ousada proposta de modelos importados a preços competitivos, parece dizer o oposto. Depois do C4 Picasso e do C6, o C-Crosser pode ser uma proposta interessante pra alargar a gama do fabricante. E onde uma vai…

Texto: Adriano Vieira

Citroen C7

setembro 5, 2006

A Internet está se convertendo, para alguns fabricantes, um autêntico calvário para revelar até os projetos mais secretos. Há algumas semanas já apareceram as fotos do C4 Picasso, e agora acontece o mesmo com o C7. Mas desta vez a Citröen não foi pega. Mesmo que alguns sites tenham trazido tais fotos como reais do modelo, é evidente que se trata de uma projeção – que segue às atuais diretrizes da marca. Mesmo que esse desenho pareca conservador demais para um Citröen, não é esperado um estilo diferente. O C4 Picasso, também sem muita ousadia foi confirmado há poucos dias.

O novo modelo, que deverá ser apresentado no Salão do Automóvel de Paris, será construido na plataforma do Mitsubishi Outlander. Também haverá uma versão com o brasão da Peugeot, que se chamará 4007. Os motores, em ambos, terão origem francesa.

A mecânica mais provavel será um 2.2 HDi de 173 CV. Não está confirmada, mas é previsivel pois já é disponível em outros modelos da linha. Fotos e informações oficiais somente em alguns dias.

Texto: Guilherme Lopes

Citroën C2 Chinês: Fotos Oficiais

agosto 28, 2006

Neste sábado publicamos algumas fotos do 206 da Citroën, de baixa qualidade, que vinham circulando pela grande rede. Nelas, o carro é flagrado sendo transportado num caminhão (ver post anterior). Pois bem, hoje surgiram as primeiras imagens oficiais do C2 chinês que, visualmente, não tem nada a ver com o C2 europeu.


Clique nas imagens para ampliar

Referências Anteriores:
Curtas e Curiosidades” – 26 de Agosto;
Citroën 206” – 10 de Julho.

Citroën revela nova Picasso

agosto 3, 2006

Há poucos dias, o AutoDiário noticiou que uma miniatura do C4 Picasso estaria a venda no site de leilões EBay, antecipando o modelo. A Citroën, então, resolveu divulgar as primeiras imagens oficiais de sua minivan média.


A versão mostrada é a de sete lugares, enquanto a de cinco – como a fabricada no Brasil – permanece a mesma até ser substituída em 2007. O que se pode esperar é o mesmo desenho, porém, com carroceria mais curta. Essa opção é oferecida pela rival Renault Scénic, em sua segunda geração.


As linhas seguem a do hatch do qual foi derivado, o C4, e a de outros modelos atuais da Citroën. O interior mantém o bom nível conhecido da marca e conta com itens presentes em seu irmão menor, como o painel digital e o volante com central fixa, mas peca por manter o mostrador central, o que faz o motorista desviar sua atenção. As vendas devem começar até o fim do ano na Europa, mas sem previsão para o Brasil.


Texto: Fernando Pedroso
Fotos: Divulgação

Direto da China – Citroën Elysée

julho 14, 2006
Segunda-feira, publicamos a foto de um estranho Citroën com a carroceria do Peugeot 206. Ou de um estranho Peugeot 206 com faróis e grades modernos da linha Citroën. Possivelmente será a entrada da marca francesa no segmento de compactos no mercado daquele país asiático, pois no site local da empresa (www.citroen.com.cn) ainda não consta nenhum modelo pequeno. Comentamos que seria uma solução barata para produzir um compacto, pois o projeto do C2 e do C1 são muito caros, ao contrário de projetos antigos, já amortizados, e com maquinário muitas vezes prestes a ser abandonado. Por aqui também já aconteceu isso, algumas vezes. A Fiat, logo após ter encerrado a produção do Fiat Tipo na Europa enviou o maquinário para o Brasil, onde o modelo teve uma sobrevida. O C3 deverá chegar lá até o fim do ano, ocupando um segmento superior ao deste modelo derivado do 206.

O que pode parecer uma estranha adaptação para nós, na China é muito bem aceito – tanto que são aprovados nas “clínicas” (apresentação para medir a aceitação dos automóveis) normalmente realizadas para se introduzir os modelos em novos mercados. É impressionante a criatividade da Citröen chinesa, já que eles criaram a imprevisível versão três volumes do C4 (o C-Triomphe), modelo que será produzido na Argentina e virá para o nosso mercado. O próprio Peugeot 307 Sedan, que chegará ao nosso mercado nos próximos meses, também nasceu lá.

Um leitor citou uma versão três volumes do antigo ZX com frente inspirada no Xsara, antecessores do C4. Fizemos uma busca no site chinês da Citroën e descobrimos o estranho sedã: é o Elysée. De lado, lembra um pouco o Xantia e o Renault 21, a traseira remete ao Tempra. As lanternas quadradas são do hatch ZX, que ainda é vendido por lá com o nome de Fukang ou FK. O painel foi herdado do Xsara. O Elysée é vendido em quatro versões de acabamento: X, SX, VIP e até a esportiva VTS, que pode ser adquirido até com o estofamento rosa nos bancos. Todas têm o motor 1.6 a gasolina. Apenas o X tem oito válvulas e 87 cavalos de potência. As demais têm 16v com 106 cv. SX e VIP (luxuosa e longa) podem ter câmbio automático.

Mesmo na versão básica X ele é bem equipado e oferece de série ar condicionado, vidros elétricos na frente, direção hidráulica, travas elétricas das portas sem controle remoto, air-bag para o motorista, cintos de segurança com regulagem de altura e freios ABS. Outros equipamentos como CD-Player, retrovisores elétricos, vidros elétricos nas portas de trás, trava elétrica com controle remoto, airbag para o passageiro e EBD nos freios são disponíveis para as versões mais sofisticadas. O Elysée é trinta centímetros (4,3m) maior que o FK, compartilhando a mesma distância entre-eixos e praticamente a mesma largura (1,70m), mas é aproximadamente 1 centímetro mais baixo. A versão VIP tem 4,50m e distância entre-eixos de 2,70m. O terceiro volume dá ao porta-malas uma capacidade de 437 litros, 113 a mais que o hatch. Segundo o site da Citroën chinesa, além do Elysée e do FK (ou Fukang), são comercializados os conhecidos C5, Xsara e Xsara Picasso. Além do C3, o C4 Coupé e sua esperada versão sedã C-Triomphe também já são anunciados. O mercado chinês está passando por uma fase de renovação, principalmente devido ao fato de estar se tornando um polo exportador de automóveis.

Trazer um modelo desses para nós provavelmente está fora dos planos da Citröen. A empresa, dentro do grupo PSA, sempre buscou um consumidor diferenciado, e preza por sua imagem de empresa inovadora no Brasil. Não está nos planos produzir um modelo para competir com modelos também já defasados no nosso mercado.
Texto: Gustavo Carmo
Fotos: Divulgação
Agradecimentos: Rafael Lima e Fernando Pedroso
Informações:
Web-Site Citroën-China

Citroën 206 (*)

julho 10, 2006

Acredite se quiser, foi flagrado na China um protótipo do nosso conhecido Peugeot 206 com uma nova frente e, exibindo as engrenagens-símbolo da Citroën na grade do radiador. A reestilização ficou um pouco exótica, com traços do C4 e da futura substituta da Picasso, mas é difícil acreditar que um carro com identidade tão forte como o 206 possa se passar por Citroën. Mesmo estando em “casa”, já que Peugeot e Citroën fazem parte do mesmo grupo.

A China está parecendo um “mundo curioso e bizarro do automóvel” onde tudo se vê, nada é impossível de se imaginar. Eis a imagem divulgada pelos sites chineses Cheshi.com e Auto.Sohu.com:

Comentem!
(*) É possível que o carro venha a se chamar Citroën T21. (informação atualizada em 10 de julho, às 22:43).

C3 XTR vem aí

abril 27, 2006

C3 aventureiro deve ser lançado nos próximos dias

De olho no mercado de pseudo-offroad, a Citröen prepara o lançamento do C3 XTR no Brasil. A equipe do Autodiário flagrou ontem na Rodovia Raposo Tavares, no município de Cotia, uma unidade equipada com motor 1.6 16v Flex. As novidades ficam por conta de itens externos como para-choques na cor preta, moldura dos para-lamas, barras longitudinais no teto e saias laterais. Outro item inédito no C3 brasileiro é a lanterna traseira com lentes das luzes de ré e seta na cor branca. O modelo europeu ganhou este detalhe em um face-lift que pode acontecer em toda a linha por aqui também. O XTR já havia sido mostrado no salão de São Paulo em 2004.

Lanternas traseiras são as maiores novidades do modelo que foi mostrado no salão de 2004

Face-lift, como do modelo europeu, deve ser feito no Brasil também