Archive for fevereiro \28\UTC 2007

Segredo: Novo Skoda Superb

fevereiro 28, 2007
Mais uma vez saímos na frente e trazemos novidades. Aí estão as primeiras fotos do novo Superb, um sedã de luxo baseado no Passat, lançado em 2003 pela Skoda, marca checa do Grupo Volkswagen, e que chega agora a sua segunda geração, novamente compartilhando a plataforma de seu “irmão” mais famoso.

Até o momento não são conhecidos acabamentos, motores, equipamentos e versões a serem lançadas, então por enquanto fique com as fotos, que vieram a público no site checo Idnes, e agora são levadas a você pelo AutoDiário, com exclusividade:




Nas imagens podemos notar um estilo contemporâneo e ao mesmo tempo clássico, sem esquecer do arrojo. Na traseira fica evidente a elegância das lanternas, que guardam semelhanças com modelos de sua categoria, entre eles BMW, Infiniti e Lexus. No interior o parentesco com o Passat é inegável, incluindo aí o acabamento com qualidade acima da média. E finalmente a frente, que recorre ao mesmo expediente de estilo presente nos lançamentos recentes da Skoda, uma grade imponente que confere um ar aristocrático ao Superb, indo ao encontro da proposta de ser o top de linha da marca.

Texto: Eduardo S.

Fotos: Idnes
Anúncios

Novidades e novidades…

fevereiro 26, 2007

.

O Verdadeiro Pocket-Rocket

Sim, sim, já falamos demais da Fiat. Mas, nesse começo de ano, é ela que vem apresentando as maiores novidades, enquanto os concorrentes parecem estar numa quarentena sem fim. Mas agora nós garantimos que ela vai agradar tanto os amantes como os odiadores de carros Fiat. A Fabbrica Italiana apresentou a versão Abarth do Grande Punto (futuro Punto aqui), tradicional divisão esportiva da marca. A novidade fica no “relançamento” dessa divisão, com direito a logotipo reestilizado (útima foto), e design mais agressivo nessas versões, além de perder o logo Fiat. E o primeiro da nova safra é pequeno hatch de sucesso da Fiat.
.
O motor deste “foguete de bolso” é um 1.4 turbo, de 155 cavalos, com câmbio de 6 marchas, naturalmente. O propulsor é o mesmo do novíssimo Bravo (este com 150cv, porém). As modificações requerem que seja usado gasolina de 98 octanas, um tipo “premium” vendido no velho continente. Além do motor e adereços estéticos, o Abarth ainda inclui modificações na suspensão, freios Brembo, rodas de 17″ e pneus 215/45, além de um ajuste fino na direção, que ficou mais direta.
.
A versão estará a venda em todos os países da Europa até o meio do ano, e a Fiat ainda prepara uma versão superior, com 180cv extraídos do mesmo motor. “Foguete” será uma expressão pouco dinâmica para ele…
.




.

Perua classuda. Demais até…

Isto é um Volkswagen. Quando ninguém se lembrava mais dela, eis que a VW apresenta as fotos e dados oficiais da nova Golf Variant (Bora Variant no México, onde é fabricada, e Jetta Variant no resto da América). Bonita, né? Só se você ver a dianteira e a lateral, que eram esperadas desde o final do ano passado. Mas a traseira surpreende. Negativamente. Só olhar a foto acima.

.

Das tradicinais lanternas arredondadas e com LEDs, usadas em quase todos os VW atuais, esta saiu lembrando peruas Mercedes e BMWs do final da década de 80. Redondo ali, só as lâmpadas. O motivo (extra-oficial, aliás), é que a lacuna dessa perua já é preenchida na Europa pela Touran e pelo Golf Plus, que têm preços semelhantes e porte que agradam mais aos europeus (minivan). A Jetta Variant teve design projetado, então, aos americanos, que terão a maioria esmagadora da porcentagem de vendas da perua, e acham as lanternas atuais dos VW muito “modernosas”..
.
O carro mede 4,56m de comprimeito e leva 520 litros de bagagem, ou seja, é 16cm maior tem porta-malas 60 litros maior que sua antecessora (que nunca foi vendida no Brasil). O motores disponíveis na Europa serão 2 a gasolina e 2 a diesel. Na América, 2.5 5 cilindros (o que será vendido aqui) e o 2.0 TFSI de 200cv. As vendas começam no meio do ano, e chegará até o final deste no nosso país. Que azar…
.

.

.

Texto: Adriano Vieira

VW planeja competidor para o Mini

fevereiro 25, 2007

Você está desesperado por um carro de tração traseira, pequeno e divertido de dirigir? Hoje teria de se contentar com o o Série 1, produzido pela BMW.

Mas a VW planeja entrar nesse mercado, com um novo veículo pequeno seguindo essa conceito, como a muito não se via, desde o Fusca. O mais lógico será adotar essa receita na próxima geração do Beetle, e colocar o motor aonde já estava planejado no modelo originial. O visual poderá manter a linha retrô do modelo atual ou seguir novos traços, como aponta este esboço (acima) da AutoBild.

Segundo a publicação, a idéia de um rival para o Mini seguiria o plano da companhia de entrar e competir em todos os nichos lucrativos.

Fonte: The German Car Blog

Palio 2008 – Mais fotos e informações

fevereiro 24, 2007
Finalmente o novo Fiat Palio chegou a algumas concessionárias FIAT (quatro dias antes do lançamento oficial) e você poderá ver algumas fotos com exclusividade aqui no AutoDiário. O veículo fotografado foi o modelo ELX 1.0 na cor Verde Lagoon e com os faróis de neblina e brake-light opcionais.
A terceira plástica efetuou as maiores mudanças externas no veículo, que tinha sua lateral intocada desde o lançamento, em 96. A reforma mostra algumas poucas mudanças no interior também.

A quarta geração finalmente trouxe um novo vinco sobre as fechaduras, aumento do arco dos pára-lamas e uma leve mudança no arco da porta na parte superior. A frente do veículo teve como inspiração os novos modelos da linha Fiat, como o Línea e o Perla (um Siena chinês reestilizado). Já a traseira ganhou ares mais conservadores, que remetem ao antigo Renault Clio, juntamente com os elementos circulares nas lanternas que lembram os carros da Volkswagen, tirando um pouco a harmonia do conjunto.

O interior não sofreu muitas modificações: o quadro de instrumentos agora conta com medidor de combustível digital que divide o visor com as informações do computador de bordo; a posição do pisca alerta, agora sobre o volante, como no Uno; reposicionamento do botão do desembaçador traseiro pra alavanca de comando de luzes e seta; reposicionamento do comando do MyCar, agora na mesma haste que aciona os limpadores de pára-brisa. Foi incluso também o 3º encosto de cabeça traseiro, como no Idea, e os bancos são mais anatômicos e contam com ajuste milimétrico do encosto. Somente a versão 1.8 R sem air bag que ganhou novo volante.

O modelo será vendido em 6 versões diferentes: ELX 1.0, com 2 ou 4 portas, agora com rodas aro 14 de série; ELX 1.4 2 ou 4 portas, agora com pneus 185, mais largos, e com faróis de neblina com moldura cromada de série, e por último a versão esportiva 1.8R, também com 2 ou 4 portas e pneus 195/55-R15 de série, rodas de liga leve e itens de personalização exclusivos da série. O Palio com o atual design continua a venda como o modelo de entrada da linha, o Fire.

Galeria Novo Palio

Texto e Fotos: Vinicius M. B. Silva
Agradecimento: Adriano Vieira

He’s coming…

fevereiro 21, 2007

.

Mais fotos do Golf 2008 foram divulgadas pela Volkswagen. Estas imagens expõe o belo trabalho feito no modelo. Vendo a foto acima, percebemos as novas rodas de liga, aro 17”, com desenho claramente inspirado nas do atual GTI. O vidro do porta-malas agora sobrepõe as colunas, como no Polo e Gol, dando um aspecto de que o carro cresceu. Para completar, a lanterna com o novo estilo VW, como da SpaceFox e Jetta, deixou a traseira moderna, ainda que pareça ter saído de uma loja de tuning. Nas versões espotivas (Sportline e GTI) ela é negra.

.

.

Por falar em versões esportivas, elas virão com rodas de 16”, sendo as de 17” das fotos um opcional, que inclui as belas pinças de freio pintadas de vermelho. Destaque também para o retrovisor, o mesmo do Polo europeu, que ficou com linhas mais retas e ganhou os repetidores laterais de direção, que deixaram o pára-lamas. Interessante ressaltar também que são de tamanhos iguais dos dois lados, algo que não vemos no Golf desde 98, na terceira geração.

.

.

A foto mais aproximada dos faróis e da grade causam surpresa: o “V” frontal, comum nos novos VW, aparece de forma bem mais discreta neste carro, não sendo formado por vincos que descem do capô e passam pela grade, e sim por um discreto vinco que nasce abaixo dos faróis. A parte central do pára-choque está reta, sem recortes centrais, desiludindo aqueles que achavam que o frente seria muito igual ao do Polo. Já os faróis lembram muito os do irmão menor, mas mostram personalidade própria nas linhas retas e na máscara negra, exclusiva das versões esportivas.
.

.
No interior, pouquíssimas novidades. O sistema do som agora é double-din, como o do Polo, ocupando o porta-trecos que ficava abaixo do porta-copos. Há novos tecidos e cores internas dos revestimentos. O painel de instrumentos do GTI ganha uma bela cor branca, mantendo os ponteiros vermelhos. Mas não se espante com a velocidade que ele exibe: ao que tudo indica, esta foto, com o ponteiro aos exatos 227km/h é uma realidade, já que é o que a VW divulga como velocidade máxima dessa versão. Isso nos causa estranheza, visto que é a velocidade máxima divulgada para o motor Turbo de 180cv da versão GTI manual vendida até agora. Sendo que há grandes chances deste motor receber aprimoramentos para chegar aos 190/200 cavalos, era de se esperar alguns poucos quilômetros por hora a mais de velocidade máxima. Mas é clara a vontade da VW e brigar com o Civic Si e manter o título de carro nacional mais rápido (e o automóvel de passeio mais potente).
.

.
Se o motor Turbo deve mudar, o mesmo não podemos dizer dos 1.6 e 2.0. Eles continuam exatamente iguais, já que o projeto do motor 2.0 TotalFlex foi adiado pra o final do ano, no mínimo, quando poderá chegar em outra novidade: Bora reestilizado, com linhas muito parecidas com as do nosso hatch. É esperar para ver!

.


.
Texto: Matheus Q. Pera/Adriano Vieira

Curtas 18ª Edição

fevereiro 20, 2007
Hyundai Santa Fe
Hyundai x Kia
A Hyundai não quer mais ser conhecida como uma marca barata. Após crescer muito em qualidade e em vendas, a montadora anunciou que deve aumentar os seus preços, para mudar a estigma que existe com seus modelos, e não ser confundida com as marcas chinesas.
A Kia, outra empresa do grupo Hyundai, deverá assumir essa posição com foco em preços mais agressivos, deixando a Hyundai com uma imagem voltada à qualidade.

Enquanto a Hyundai se torna mais cara no resto do mundo, por aqui deve ganhar muita força, com melhores preços a partir de uma produção nacional já em março.

Novo Mondeo

Mondeo no mercado americano
Após o anúncio da venda dos modelos europeus da GM nos EUA, a Ford, que divulgou graves prejuízos, anunciou que quer trazer novos modelos para o mercado norte americano. O Novo Mondeo deve chegar por lá, porém com a insígnia de outra empresa do grupo, provávelmente a Mercury. Poderá adotar essa medida, já que concorreria diretamente com o Ford Fusion, que tem o mesmo porte, porém pouco menos sofisticado. Outro modelo que deve desembarcar é a minivan S-Max.

E, em troca, só há um modelo da Ford norte-americana que poderia interessar aos Europeus: Mustang, que atenderia a um nicho exclusivo.

As marcas e modelos americanos sempre obtiveram baixíssimo sucesso fora de seu país local, e o exemplo mais recente é a Cadillac, que têm amargado vendas menores que o esperado em seu retorno à Europa.

Curtas 17ª Edição

fevereiro 16, 2007

Novo Golf

A Volkswagen divulgou a primeira foto oficial, que mostra um detalhe do farol esquerdo da nova frente do hatch nacional, que chegará às concessionárias no final de março. As mudanças foram descritas já aqui.

Fiat/Tata TL Sprint
Conforme já prevemos, a Fiat e a Tata confirmaram a produção da pick-up TL Sprint na planta de Córdoba, Argentina. O modelo apresenta linhas limpas e simples, e apostamos num visual inspirado no do protótipo FCC Adventure para quando receber a insígnia da Fiat.

Dentro das pick-ups médias terá força e características para a brigar com as novas gerações (da Mitubishi L200, a ser produzida aqui), segmento monopolizado pela Toyota Hilux atualmente. A GM pretende renovar sua pick-up também. Sobre a Ford Ranger, não há informações sobre a mudança.

A Fiat planeja produzir, anualmente, cerca de 20.000 unidades do modelo. A estimativa é modesta, já que a atual líder de mercado da América Latina (Toyota Hilux) tem vendido mais de 4.000 unidades/mês em toda a região.

A motorização virá de Sete Lagoas, e será o JTD Turbodiesel de 2.3 litros e 134 cv. Contará com tração 4×2 e 4×4.

Texto: Guilherme Lopes
Fotos: Divulgação

As novidades da Fiat – Parte II

fevereiro 14, 2007
O Punto

O Linea, sua versão sedan

Punto e Linea – Sim, Punto. Este deverá ser o nome do Grande Punto no Brasil. Semelhante ao europeu, e em fase final de testes, o Punto brasileiro deverá chegar às lojas entre o segundo e o terceiro trimestre. Como aconteceu com Stilo e Idea, não devemos nos surpreender caso haja uma versão com teto de vidro. As notícias sobre o modelo nacional ainda são escassas, mas sabe-se que ele vem pra disputar mercado com o chamado segmento dos “compactos premium”: modelos de porte semelhante ao dos hatches compactos, mas com mais equipamentos de série e, consequentemente, maior preço. Seus principais rivais serão VW Polo, Citroën C3 e Kia Picanto (além do provável lançamento do Peugeot 207). Os motores disponíveis na gama deverão ser o 1.4 já utilizado no Palio e duas versões 1.8, uma de 8 válvulas e outra de 16. Contabilizando todas as versões e combustiveis, a potência variará entre 120 e 150cvs. Na Europa, uma versão Abarth deverá ser disponibilizada ainda este ano. Para o mercado nacional, não há nem mesmo especulações sobre essa variante.

Depois do Punto, sua versão sedan, desenvolvida pela Fiat do Brasil e pela filial turca, deverá chegar às lojas entre Setembro e Novembro. O Linea, nome do modelo, deverá aposentar os antiquados Marea e Marea Weekend. Com uma leve derivação do design do Punto, o Linea tem 9 cm a mais de entre-eixos. É aguardada também há a possibilidade da chegada de uma versão Weekend do Linea. A motorização será a mesma do Hatch do qual deriva, porém sem a opção de motor 1.4.

A princípio, o Linea deve ser lançado em Setembro no mercado nacional. Seu design moderno, bem resolvido, passa a sensação de ser um carro mais requintado do que ele realmente deverá ser. Os faróis são bi-parábola, com um recorte diferente dos mono-parábola usados pelo Grande Punto. A grade também é mais elegante, pouco menos esportiva. Capô e pára-choques também são diferentes nos dois modelos. O capô do sedan segue até a grade, enquanto o do hatch deixa um pequeno vão, como acontece no Renault Mégane nacional, por exemplo.

Segundo as fotos do interior do Grande Punto que temos acesso na internet, podemos ter esperança de um acabamento caprichado, com bons materiais e espaço para os ocupantes. Na Europa, o interior do hatch tem duas opções de cor, algo que não deverá estar disponível no Brasil.

O Linea será, literalmente, um grande adversário para versões de Mégane e Corolla. O porta-malas tem 500l(Mégane e Corolla contam com 520l e 430l, respectivamente), além de ter as seguintes medidas: 4,56 m de comprimento, 1,73 de largura e 1,50 de altura. Veja aqui o comparativo entre ele e os concorrentes.

O Linea competirá com os outros sedan médios, como Corolla, Civic e Vectra, já que suas dimensões são bem mais generosas que as do hatch que deriva, e os preços do modelo devem partir de R$50/55 mil reais em sua versão básica, e podemos apostar em versões, chegando a cerca de 80 mil reais na sua versão completa, como é tradição da Fiat.

As fotos reais do Linea foram gentilmente cedidas pelo nosso leitor Alessandro Bhering.






Texto: Matheus Q. Pera

Finalmente, um foguete

fevereiro 14, 2007
A Honda ainda não lançou oficialmente, mas os dados do Civic Si, a ser lançado nesse semestre, já são conhecidos, através de um colaborador.

E, só vêm afirmar ao que a gente já tinha certeza. Irá muito além do visual, que muda pouco em relação às outras versões. As modificações mais notáveis no exterior serão as rodas de 17 polegadas com pneus 215/45 e aerofólio traseiro, além das cores diferenciadas.

Será o carro mais rápido já produzido aqui. O motor 2.0 16v terá 192 cv a 7.800 rpm, e segundo a fábrica, faz 0 – 100 km/h em 7,5s e retoma em 5a marcha (40-100 km/h) em 13,5 s. Para segurá-lo, amortecedores 45% mais rígidos e molas traseiras 17% mais fortes fazem parte do pacote. A velocidade final é de 210 km/h.

O preço, sem ágio, será de R$ 105.000,00.

Ficha Motor 2.0 L DOHC i-VTEC do Si
192 cv @ 7.800 rpm
Torque de 18,8 kgfm @ 6.100 rpm
Taxa de compressão 11:1

Texto: Guilherme Lopes
Foto: Vinicius M. B. Silva

As novidades da Fiat – Parte I

fevereiro 11, 2007
Traços modernos na nova versão esportiva do Fiat Palio

Depois de conferir, aqui no AutoDiário, sobre os projetos da Volkswagen para o mercado sul-americano nos próximos anos, a série de boletins informativos com os projetos das montadoras daqui continua. E a Fiat obviamente não vai ver o fabricante alemão lançar novos produtos de braços cruzados, à exemplo da rival, que perdeu a liderança pela mesma atitudes. Ela fará a “manutenção” da linha do seu carro-chefe, lançará produtos belos e atraentes e investirá em nichos nunca esperados até a década passada. Bem-vindos ao final da primeira década do terceiro milênio.

Palio “G4” – Há algum tempo era difícil imaginar que a Volkswagen pudesse ser ultrapassada em vendas. Mas a Fiat o fez graças, principalmente, a uma linha de veículos que caiu no gosto do brasileiro: a família Palio. Com a proposta de enfrentar o Gol e ser o sucessor da família Uno, a linha Palio tirou a liderança de vendas da família Gol e levou a Fiat à liderança.

A “quarta geração” (entre aspas, pois na realidade o Palio tem uma única geração, com retoques na dianteira, traseira e painel durante os seus 11 anos de vida) abrirá espaço para um novo produto da marca. A versão luxuosa do hatch (HLX), que nunca emplacou em vendas, sairá de catalogo. De quebra, deverá manter a versão com aspecto esportivo 1.8R e oferecê-la também em duas portas, como é feito na Argentina com a atual geração. Por fim, a linha será composta pelas versões ELX 1.0 e 1.4, além da 1.8R, em duas carrocerias. Os motores serão os mesmos 1.0, 1.4 e 1.8, com aperfeiçoamentos.

O modelo ganhará um ar de requinte para suas derivações sedan (Siena), perua (Weekend) e picape (Strada). Por fora, o Palio tem grande inspiração da nova identidade da marca, a grade mais à frente do conjunto óptico. Croma, Grande Punto e Bravo foram cruciais para esta inspiração, que conferiu um desenho mais esportivo ao modelo. A perda fica por conta dos faróis com uma única parábola. Porém ganhará faróis de neblina de série em todas as versões. Na traseira, as lanternas diminuíram (e lembram modelos como o Clio I e o Peugeot 106) e o vidro deixou de sobrepor as colunas da tampa do porta-malas. Nas laterais, as primeiras mudanças significativas em 11 anos: dois vincos, um sobre as maçanetas e um outro no centro da porta, que partem da dianteira até a parte traseira do veículo, na horizontal, e os pára-lamas ganharam “arcos” salientes que contornam as caixas de roda, como no Fiesta. Para completar, o novo recorte dos vidros traseiros na versão duas portas deu um toque de modernidade. As rodas são oficialmente de aro 15 no 1.8r, que ganhará uma suspensão com recalibragem mais dura que o atual.

As mudanças no interior foram menores. Ganhou novo volante e grafismo no painel, além de um marcador de combustível digital, com 18 marcações (ao contrário dos comuns de 7 marcações usados nos concorrentes da GM e Ford). O acabamento interno melhorou.

O lançamento é dia 28 de fevereiro.

A versão de entrada do novo modelo mantém os bons detalhes, e será lançada num tom “vibrante”

Traseira ganhou desenho conservador

Nos próximos dias publicaremos as outras novidades do fabricante italiano.

Texto: Matheus Q. Pera
Fotos: Felipe Monteiro